Homem é atropelado por trem

No final da manhã de quinta-feira (03), um homem de 40 anos ficou gravemente ferido ao ser atropelado por um trem próximo à Praça da Estação, no Centro. Segundo a assessoria de comunicação da MRS, o acidente aconteceu por volta de 11h30 e afirmaram também que o pedestre “se projetou em frente à primeira locomotiva da composição”. O homem foi arrastado por cerca de cem metros e ficou caído sobre os trilhos.

O Resgate chegou pouco depois do meio-dia, e devido à gravidade, o Samu também estava presente no local. A vítima recebeu os primeiros socorros na via férrea, depois foi encaminhada para o Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus.

“Quando chegamos, nos passaram que o acidente havia acontecido há cerca de 20 minutos. Não sabemos se foi difícil a percepção, porque foi fora da rota de fluxo (travessia), mas, assim que fomos acionados, seguimos para o local”, garantiu o coordenador da equipe do Corpo de Bombeiros, tenente Júlio César da Silva. Segundo ele, a vítima estava inconsciente, sofreu amputação de parte do braço direito, apresentava fratura exposta em uma das pernas, suspeita de fratura na região lombar e traumatismo cranioencefálico grave. Na noite de quinta, ele permanecia sedado, em estado grave, com evolução instável do quadro. (Fonte: Tribuna de Minas)

1387171167(Foto: Olavo Prazeres)

 

Andressa Costa

Anúncios

Delegacia virtual é liberada

Desde segunda, dia 30, o segundo módulo da Delegacia Virtual da Polícia Civil de Minas Gerais está em andamento. Agora é possível fazer também pela internet o registro de perda de documentos e objetos pessoais, sem precisar comparecer à delegacia ou aguardar a chegada da Polícia Militar para ser feito o boletim de ocorrência. O serviço integra o sistema da Delegacia Virtual, que até o final do ano vai permitir o registro online de mais outros dois tipos de ocorrência.

shjsgf(Fonte: Aracaju Virtual)

Para o registro de acidentes de trânsito sem vítimas a delegacia virtual já está em funcionamento desde 30 de abril. O site é: https://delegaciavirtual.sids.mg.gov.br/

O registro é feito por preenchimento de formulário que vão aparecendo na tela. Após o envio dos dados, a ocorrência passa por uma triagem e em até quinze minutos, é emitida uma mensagem, informando o número do Registro de Evento da Defesa Social (Reds), a forma de acessá-lo no site do Sistema Integrado de Defesa Social (Sids) para impressão.

Segundo o policial Márcio Kobaiashi, é muito útil por poder fazer o boletim em casa, no trabalho sem ter que deslocar a um posto policial. “É fácil e rápido a confecção do B.O., sem contar que com isso desonera a força policial para atendimento de ocorrências mais graves. Só vejo vantagem.”

Uma equipe de 16 profissionais, entre policiais e analistas, trabalha em esquema de plantão, na sede da Superintendência de Informações e Inteligência Policial (SIIP), atuando 24 horas na triagem dos registros recebidos e também para tirar dúvidas dos cidadãos pelo telefone, que é divulgado na tela.

O cronograma de ampliação dos serviços da Delegacia Virtual prevê o seguinte:

30/ 08 – Funcionará para registro de desaparecimento de pessoas e para registro de pessoas localizadas.
30/10 – Funcionará para registro de danos simples.

delegacia virtual(Fonte: Printscreen do site Delegacia Virtual de Minas Gerais)

 

Andressa Costa

Adotar exige responsabilidade

Ter um animal em casa é alegria garantida todos os dias. Um ser fofo, cheio de vida, grande ou pequeno, que pula e brinca o dia inteiro. Porém, um animal não é um brinquedo. Ter, é uma grande responsabilidade que muitas pessoas não entendem. Querem por ser bonito, ter uma pelagem com brilho, um porte. Mas, ao adquirir um animal, deve-se pensar em todas as suas particularidades. Cada um tem suas qualidades e “defeitos”. São seres com vida e isso exige cuidados, gastos, preocupações e atenção ao longo de toda a vida. É necessário que se planeje antes de realmente ter um animal para que possa proporcionar o melhor para ele.

O DEMLURB em parceria com a Secretaria de Saúde realiza a apreensão de cães e animais de grande porte. Eles são encaminhados para o Canil Municipal de Juiz de Fora. Os animais são apreendidos por vários fatores: doenças que podem ser transmitidas para as pessoas, ataques, maus tratos com o animal, etc.

Os cachorros passam por uma triagem, são abrigados em canis, separados por machos e fêmeas, porte e temperamento. Recebem medicamentos se necessário, vacinas, vermífugos e então são disponibilizados para adoção. Água à vontade e ração indicada para cada tamanho. Os canis são limpos e higienizados pelo menos três vezes ao dia.

adotar é tudo de bom
(Fonte: DEMLURB)

A psicóloga Fernanda Alessi é totalmente a favor da adoção. “Todos os meus bichinhos foram adotados”. Diz ainda que o que a levou a tomar essa atitude é a paixão pelos animais: “eu tenho muita pena de ver bichinhos nas ruas. Se eu tivesse condições, tirava todos das ruas e cuidaria. Peço muito a Deus pra um dia me dar condições pra fazer isso, pois todos merecem um lar com muito amor e carinho.”

Fernanda Teixeira, estudante, encontrou o gato dela na rua quando era novinho ainda. “Eu amo gatos e estava descendo da faculdade de noite um dia, e ele estava sozinho na rua! Morri de pena e peguei, não ia ficar com ele, mas acabei me apegando”.

IMG_2497(Foto: Gato adotado pela Fernanda Teixeira – por Andressa Costa)

De 2ª a 6ª feira, de 9 horas às 10:30 horas e de 13 horas às 15:30 horas o canil é aberto para visitação. Mas para adotar lembre-se: a pessoa deve ser maior de 18 anos, apresentar identidade, CPF e comprovante de residência. Mais do que isso, ela deve estar ciente que o animal irá viver em média 15 anos e vai precisar de um tempo para que seja cuidado. O cão deve receber alimentação adequada, vacinas, vermífugos e cuidados veterinários. Então, ao adotar, é assinado um termo se responsabilizando pelo animal.

 Abandonar animais é um ato de crueldade previsto no Decreto – Lei nº 24.645 de 10 de julho de 1934. (Fonte: DEMLURB)

O Canil Municipal fez uma parceria com a DEMLURB e a Secretaria de Saúde e realizam todo ano, entre Setembro e Outubro, Feiras de Doação de Cães em praças públicas com o objetivo de divulgar e mostrar os animais que estão à disposição para serem adotados. Todos recebem vacinas e vermífugos além de encaminhamento gratuito para castração.

adote_cao2(Fonte: DEMLURB)

O Canil Municipal de Juiz de Fora fica na rua Bartolomeu dos Santos, s/n no bairro São Damião em frente à Usina de Reciclagem. Telefone: (32) 3690-3591 e e-mail: canil@demlurb.pjf.mg.gov.br

 

Andressa Costa

Olho vivo em Juiz de Fora capacita operadores

Vinte e nove operadores estão sendo capacitados com cursos para a inicialização do programa Olho Vivo.

O programa que tem como principal intuito, monitorar principais pontos da cidade através de câmeras, é uma parceria da Polícia Militar com a Prefeitura de Juiz de Fora.

O monitoramento será feito no 2º Batalhão da Polícia Militar, juntamente onde são feitas as denúncias pelo 190. Além disso, o programa vai contar com uma equipe de rua, que será acionada pelo Centro de Operações que receberão as denúncias.

As primeiras câmeras serão instaladas no Centro da cidade e no bairro Manoel Honório. Até a conclusão do programa, cinquenta e quatro câmeras serão implantadas nos bairros: Alto dos Passos, Bom Pastor, São Mateus, Santa Luzia, Manoel  Honório, São Pedro e Benfica. O principal objetivo do Olho Vivo é a diminuição de crimes na cidade, e mais segurança para os moradores.

Para Yara Sousa, moradora do bairro São Mateus, o programa veio para dar mais tranquilidade aos moradores. ” A ideia é ótima, e fico satisfeita em saber que as ruas ficarão mais seguras com o programa. Juiz de Fora necessita de mais vigilância. Acho um benefício para nós moradores, e penso que mais bairros teriam de receber a implantação das câmeras.”

3014559776

Foto: Tribuna de Minas

2400366119

Foto: Tribuna de Minas

Camila Medeiros

Nova ponte na Avenida Brasil em Juiz de Fora

A terceira ponte do conjunto de obras viárias da região central de Juiz de Fora está começando a ser construída. O canteiro de obras foi montado à margem direita do Rio Paraibuna, no bairro Ladeira.

ponte_linkconstucao(Foto: Tribuna de Minas)

O objetivo da nova pavimentação é interligar duas margens da Avenida Brasil. Na altura da rua Antônio Lagrota no bairro Ladeira, da região Leste. Segundo a assessoria da Secretaria de Obras, está previsto que a construção comece ainda em Julho e concluídos no primeiro semestre de 2015. A nova ponte terá estrutura metálica e 44 metros de extensão.

Para a gerente de canais Fernanda Alves que passa por diversas vezes por aquela área a inclusão da ponte será um benefício. “Sempre preciso dar a volta na avenida para chegar em algumas lojas, depois da ponte construída vou chegar mais rápido do outro lado”, afirma.

Ainda não estão previstas interdições ou alteração no trânsito. Para fazer o acesso à ponte a Rua Maria Perpétua será duplicada e operada a mão única no sentido bairro/Centro.

 

Marcela Alves

Dia do bombeiro é comemorado

Com atividades durante a semana, o Dia Nacional do Bombeiro é comemorado hoje, 02 de julho. Foi divulgada uma programação pelo 4º Batalhão de Bombeiro Militar (BBM) que contará com serviços realizados pela instituição como campanha social, fiscalização, orientação, atividades esportivas e uma exposição de miniaturas de carrinhos e objetos relativos à profissão.

A história do Corpo de Bombeiros no Brasil surgiu em 1856, no Rio de Janeiro, quando Dom Pedro II, então Imperador do Brasil, assinou um decreto criando o Serviço de Extinção de Incêndios no Brasil e instituindo o Corpo Provisório de Bombeiros da Corte. A data foi oficializada em 1954, pelo presidente Getúlio Vargas. (Fonte: Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais)

O capitão do Corpo de Bombeiros, Fransérgio Delgado afirma que escolheu a profissão por gostar da disciplina militar, de servir ao povo e por ser patriota. “A sensação de poder fazer algo de bom para as pessoas é gratificante. Os bombeiros, em geral, têm muito desse sentimento.” Diz ainda que a dedicação presente no trabalho da grande maioria, eleva o nome do Corpo de Bombeiros. “Profissionalmente, a estabilidade também é um fator diferencial para a escolha de um serviço público de tanta importância. Concursos públicos são sempre concorridos e exigem dedicação.”

Segundo ele, o Dia Nacional dos Bombeiros, comemorado hoje, é o reconhecimento a todo esse trabalho feito. “Nada mais gratificante que o reconhecimento à dedicação à causa pública e à defesa de nosso povo, independente de classe social, raça, credo ou posicionamento político. Quantas pessoas que não são simpáticas aos bombeiros militares já foram salvas por esses anjos da guarda? O Dia do Bombeiro expressa um pouco desse sentimento de gratidão da população e isso não há dinheiro que pague.”

photo1(Foto: Fransérgio Delgado)

photo4
(Foto: Fransérgio Delgado)

photo3(Foto: Fransérgio Delgado)

Além de todas as atividades, o 4º Batalhão de Bombeiro Militar está promovendo uma campanha “Doar para salvar”, que incentiva a doação de sangue e o cadastramento para doação de medula óssea.

Andressa Costa

Comerciante morto em acidente será homenageado

Será feita uma passeata em homenagem ao comerciante Ebert Nogueira Carias, que morreu em um acidente de moto na Avenida Presidente Itamar Franco próximo à Maternidade Therezinha de Jesus, no bairro São Mateus. O acidente ocorreu no sábado, dia 28, antes do jogo da Copa do Mundo, entre Brasil e Chile. O comerciante de 33 anos conduzia uma moto no sentido Centro/Cascatinha, e tentou desviar de uma caminhonete branca que mudava de pista. Ao tentar não bater no veículo, o motociclista colidiu contra um poste. Equipes médicas presentes no local constataram o óbito.

Pelas redes sociais, os motociclistas estão combinando a passeata que está marcada para sábado, dia 05 ao meio dia no local do acidente. A Avenida Presidente Itamar Franco será interrompida por alguns minutos.

Fabíola Rodrigues, farmacêutica, diz que é muito triste a violência no trânsito. “As autoridades devem tomar alguma providência para aumentar a fiscalização e evitar acidentes, principalmente em dias de jogos que as pessoas ficam mais exaltadas”, afirmou. O estudante David Junior concorda: “o fluxo de carros e motos cresceu bastante na cidade, o cuidado deve ser redobrado e a fiscalização maior”. Afirma ainda que “a passeata deve ser mesmo realizada, pois acidentes assim, infelizmente vemos quase todos os dias”.

acidente itamar franco(Fonte: JF da Depressão)

 

Andressa Costa

Inverno com clima de outono

O inverno que começou a pouco mais de um mês, vem causando um estranhamento em muitas pessoas. As temperaturas que estão variando entre 17 a 23 graus, não são muito comuns durante os meses de julho.

De acordo com 5º Distrito do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), uma frente fria atua sobre a região, e mesmo assim, a temperatura permanece como está.

Não é muito comum nesta época do ano os termômetros estarem tão em alta. O que é para muitos, um incômodo, devido o inverno, ser a estação mais esperada. Mas é claro que existem aqueles que aversos ao frio, e estão adorando o clima da cidade.

O estudante de medicina, Manoel Sette, diz estar gostando bastante do clima. ” Estudo na UFJF, e lá enfrentar o frio não é moleza.” O campus que fica na cidade alta, é conhecido por suas baixas temperaturas no inverno, mas nesta segunda, o termômetro instalado no campus, registrou máxima de 23,3 graus, um dos maiores índices desta estação.

Já o funcionário público Hélio Martins, diz estar frustado com o calor que anda fazendo. ”Vim a Juiz de Fora a passeio esta semana, para fugir um pouco do calor da minha cidade natal. Cheguei aqui e senti que o clima não está muito diferente de lá. No ano passado, o clima aqui na cidade, nesta mesma época estava ótimo, mas este ano está sendo bem diferente.”

3210833871Foto: Tribuna de Minas

 

termometro1Foto: caixilharia.blogspot

 

 

Camila Medeiros

Liberado acesso entre os bairros Estrela Sul e Santa Cecília

A nova rua que liga o bairro Santa Cecília ao Estrela Sul já está liberada para o tráfego, embora o local já estivesse sendo usado por moradores da região de maneira irregular.

Mesmo já estando em funcionamento, o local ainda precisa de serviços de acabamentos, como construção de meio-fio e calçadas, além da pintura de sinalização horizontal, visto que a rua opera em mão dupla.

De acordo com a Empresa Municipal de Pavimentação e Urbanização (Empav), responsável pela obra, à previsão é que os trabalhos sejam finalizados no mês de julho, o valor total da obra gira em torno de R$35 mil.

1525107304Foto: Tribuna de Minas

Para o morador do bairro Santa Cecília e estudante de uma faculdade do bairro Estrela Sul Caio Paiva, a nova rua vai facilitar muito o acesso dos morados aos bairros próximos, “vai ficar mais fácil ir para o Cascatinha, São Pedro, UFJF, ao Independência Shopping, e a super mercados”.

A região do bairro Santa Cecília hoje tem aproximadamente 12 mil moradores e está localizada próxima aos bairros São Mateus, Alto dos Passos e Estrela Sul.

Jéssica Almeida

Jogos da Copa não serão exibidos em telões

Os próximos jogos que iriam ser transmitido em telões nos bairros Alto dos Passos e Benfica não serão mais. Mesmo com o sucesso que teve nas três primeiras partidas, o lugar conhecido como Point da Brahma não irá mais transmitir os jogos da seleção brasileira.

De acordo com a assessoria de comunicação da entidade responsável pelo evento, Associação Brasileira de Bares e Restaurantes/Zona da Mata (Abrasel/ZM), a estrutura foi montada para que os torcedores pudessem acompanhar as partidas, e no último jogo o evento reuniu aproximadamente dez mil pessoas.

1407994411Foto: Tribuna de Minas

A medida foi tomada devido ao grande movimento no local, segundo o diretor-executivo da Abrasel, Marcos Henrique Miranda, em entrevista ao portal acessa.com, a grande adesão ao público fez com que os organizadores repensassem sobre as condições de estrutura. “Nós fizemos este acordo para os três primeiros jogos e depois uma avaliação sobre a continuação do evento. Do primeiro ao terceiro jogo, o público dobrou. O patrocinador demonstrou intenção de continuar, mas em respeito aos comerciantes e moradores do bairro Alto dos Passos, optamos por parar, já que não daria para controlar todo esse público”.

Outro fato que influenciou na decisão de não dar seqüência aos jogos, foi o registro de alguns casos de violência nesses locais. Segundo Marcos Henrique Miranda, houve ocorrências de brigas nos dois lugares e rixas de gangues rivais em Benfica.

Jéssica Almeida.