Cinema para o final de semana

Assistir lançamentos no cinema com a família, namorado e até mesmo sozinho é um programa muito bom para o final de semana. Separamos alguns filmes em cartaz, confira:

O filme “Causa e efeito” estreou em Juiz de Fora na quinta-feira (03), e apresenta uma trama inspirada na Lei de Causa e Efeito, um dos pressupostos da Doutrina Espírita, decodificada por Allan Kardec. Os produtores dizem que é “um filme que vai explicar as contingências da vida”. Produzido com a parceria entre a cearense Estação Luz Filmes com a paulista Mar Revolto Produções. Em 2011, as duas produtoras fizeram “O filme dos espíritos”, longa que ganhou prêmio de melhor roteiro no Sesc Melhores Filmes.

O drama conta a história de Paulo, policial que tinha uma vida tranqüila, até que um motorista alcoolizado atropela sua mulher e filho. O motorista não foi preso e, então Paulo revoltado, torna-se justiceiro. Foi contratado para matar uma garota de programa chamada Madalena, mas ele se sensibiliza com a história dela e ambos fogem. Acabam se apaixonando e juntos reerguem suas vidas, auxiliados por três religiosos: um padre, um pastor e um espírita. Ao longo do filme os protagonistas alcançam o amor, a paz e a iluminação.

Alameda 2: 15h10 – 17h20 – 19h30 (exceto sexta-feira) – 21h40 (todos os dias).
Classificação: 14 anos.

“O espelho” promete levar medo aos expectadores. O terror, conta a história de Tim e Kaylie, dois irmãos traumatizados pela morte inexplicável dos pais. Quando Tim sai de um hospital psiquiátrico, após anos internado, ele tem certeza de que a causa da tragédia é um grande espelho que acompanha a família há séculos. Cercados por fenômenos paranormais, os dois tentam provar que o objeto é o verdadeiro responsável pela sangrenta história de seus ascendentes.

Alameda 3: 17h (sábado e domingo) – 15h – 19h (exceto sexta-feira) – 21h (todos os dias).
Classificação: 14 anos.

No filme “Vizinhos”, Zac Efron volta às telonas. Mac (Seth Rogen) e Kelly Radner (Rose Byrne) acabaram de se mudar para uma casa nova, junto com o filho recém-nascido deles. Aparentemente, trata-se do local perfeito para criar uma família, mas logo o casal percebe que as aparências enganam. Especialmente quando a vizinhança recebe um novo morador, Teddy Sanders (Zac Efron), que lidera os jovens das redondezas em uma fraternidade de estudantes universitários. O casal então precisa lidar com a farra interminável de festas dos novos vizinhos.

Alameda 4: 19h10 (exceto sexta-feira) – 21h20.
Santa Cruz 1: 21h10.
Classificação: 16 anos.

“Khumba” é o nome do novo filme de animação com voz de Rodrigo Faro, Sabrina Sato e Marco Luque. Na história, acusada por seu supersticioso bando de trazer azar para o grupo, uma jovem zebra que tem listras em apenas metade do corpo embarca numa perigosa jornada em busca da normalidade. Para encarar a aventura, conta com a ajuda de um avestruz metido a besta (voz de Marco Luque) e da valente gnu Mama V.

UCI 2 (3D/dub): 13h30 – 15h25 – 17h20 (exceto sexta-feira e sábado) – 20h (todos os dias).
Alameda 4 (3D/dub): 14h30 – 16h30 (exceto-sexta-feira).
Classificação: livre.


Além dos lançamentos, ainda tem outros em cartaz que valem a pena conferir:

“A Culpa é das Estrelas” é um filme inspirado no fenômeno literário de John Green. A trama gira em torno da adolescente Hazel Grace Lancaster (Shailene Woodley), diagnosticada com câncer e que se mantém viva graças a uma droga experimental. Após passar anos lutando com a doença, ela é forçada pelos pais a participar de um grupo de apoio cristão. Lá, conhece Augustus Waters (Ansel Elgort), um rapaz que também sofre com câncer. Os dois possuem visões muito diferentes de suas doenças: Hazel preocupa-se apenas com a dor que poderá causar aos outros, já Augustus sonha em deixar a sua própria marca no mundo. Apesar das diferenças, eles se apaixonam. Juntos, atravessam os principais conflitos da adolescência e do primeiro amor, enquanto lutam para se manter otimistas e fortes um para o outro.

UCI 4: 00h (somente sábado 05/07) – 13h – 15h45 – 18h30 – 21h15.
Alameda: 14h20 (leg) – 16h20 (dub) – 16h50 (leg) – 19h20 (leg) – 21h20 (dub) – 21h50 (leg).
Santa Cruz: Sala 2 (dublado): 18h30 – 21h.
Classificação: 12 anos.

Baseado no conto da Bela Adormecida, o filme “Malévola” conta a história de uma mulher movida pelo sentimento de vingança e pelo desejo de se manter no poder. Para enfrentar o rei, ela coloca um feitiço na filha dele, Aurora, fazendo com que a garota fique indecisa entre defender o reino dos humanos e o reino da floresta, de que aprendeu a gostar. Quando Malévola percebe que Aurora está prestes a estabelecer a paz entre os mundos, a vilã é obrigada a tomar uma decisão drástica.

UCI 5 (Dub): 12h20 – 14h30.
Santa Cruz: Sala 2 (dublado): 14h15 – 16h15 (exceto sexta-feira).
Classificação: 10 anos.

No filme “Os homens são de marte… e é pra lá que eu vou” a definição ideal é ironia para a situação de Fernanda, de 39 anos, que trabalha organizando a cerimônia mais importante do imaginário feminino, o casamento, mas é solteira. Forte devota do amor, a produtora lida com os mais diversos tipos de homem e reserva grande parte do seu tempo à procura do par perfeito.

UCI 5: 16h50 – 19h10 – 21h30 – 23h50 (somente sábado 05/07).
Classificação: 14 anos.

 

 

Andressa Costa

Anúncios

Foto 14 abre exposição no mês de agosto

Conhecida na cidade, a exposição de fotos que acontece todo ano no CCBM (Centro Cultural Bernardo Mascarenhas), o Foto 14, vai integrar este ano, cinquenta e cinco fotos de fotógrafos profissionais e amadores.

A exposição organizada pela Funalfa, começa dia 14 de agosto, e traz este ano, temas da sociedade atual, que possam ser discutidos.

Débora Agostini, estudante de Comunicação Social e fotógrafa, terá um de seus trabalhos expostos este ano. A foto da estudante que foi selecionada leva o nome de Skate. ” Estar no Foto 14 está sendo bem legal, pois nunca tive fotografia exposta, só publicada. É uma experiência diferente.


1452004_622740414450997_1264021136_nFoto: Arquivo Pessoal

_MG_3160

Foto:  jfemfoco.blogspot.com (Exposição Foto 13)

Camila Medeiros

Juiz de Fora investe na internet

Lançado na segunda-feira, 23 de junho a administração de Juiz de Fora lança um novo caminho para a população e as pessoas de fora encontrarem mais rápido os lugares onde querem ir. O Portal do Turismo de Juiz de Fora apresenta módulos nomeados em “onde ficar” “onde comer” “o que fazer” “eventos”.

A internet é um meio de comunicação que vem crescendo e com um investimento de R$30 mil de acordo com o site oficial da prefeitura (www.pjf.mg.gov.br). Proposto pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Geração de Emprego e Renda (Sdeer) e desenvolvido pelas Secretarias de Planejamento de Gestão (Seplag), através da Subsecretaria de Tecnologia da Informação, e de Comunicação Social (SCS).

A bancária Flávia Alves mora em Ubá e tem familiares em Juiz de Fora, segundo ela, quando visitava a cidade ficava um pouco perdida com os acontecimentos e nunca sabia o que fazer, acabava no cinema e gastava mais do que o previsto. “Agora com esse novo mecanismo fica mais fácil saber onde ir, o que fazer e planejar alguma coisa com minhas irmãs.”

turismo jfFonte: Prefeitura JF

O secretário do Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Geração de Emprego e Renda, André Zuchi o intuito do portal é dinamizar o desenvolvimento e a consolidação da face cultural da cidade.

A tecnologia em função do turista

O serviço disponibiliza além de facilidade para o visitante, mais informação. Fotos, localização geográfica, programação. “O destaque é a tecnologia responsiva, que permite a visualização do portal em smartphones, tablets, computadores, tótens, dentre outros”, disse o subsecretário de Tecnologia da Informação da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), Argemiro Tavares.

Fonte: Prefeitura JF

 

Marcela Alves

Dia do Meio ambiente é comemorado em várias cidades do país

No dia 5 de junho, é  comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente. Esta data foi criada pela pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1972 durante a Conferência de Estocolmo, o encontro promovido pela ONU reuniu 113 países, e também 250 organizações não governamentais.

Em Três Rios, o Dia Mundial do Meio Ambiente iniciou às 9 horas da manhã com abertura oficial na presença das autoridades. Das 9 horas até às 17 horas ficou aberta a Exposições: “Mata Atlântica, Práticas Sustentáveis”, onde foram expostos trabalhos das Escolas Municipais.O correu também o plantio de um exemplar da espécie Samanea tubulosa, em homenagem ao Dia Mundial do Meio Ambiente.

download (1)
(Fonte: Internet)

 

Larissa Pissurno

Trirriense Letícia Lima participa do Programa do Jô

A trirriense Letícia Lima, atriz e atualmente comediante na produtora Porta dos Fundos, foi ao programa do Jô Soares na  última sexta-feira, falar do seu sucesso e do lançamento da DVD do famoso canal de comédia no YouTube.
download
(Fonte: Internet)
Letícia, que na adolescência iniciou a carreira como modelo e chegando inclusive a ser coroada Miss Três Rios no ano de 1995, contou um pouco de sua infância, e do primeiro contato com a capital do Rio de Janeiro.
Desde de pequena fazia teatro e era uma excelente aluna. Com o senso de humor surpreendente, a atriz brincou com Eri Johnson, não deixando-se intimidar pela experiência do ator.

 

Larissa Pissurno

Febre de aplicativos entre homens e mulheres

Não tem como negar. Com o avanço tecnológico as pessoas mudaram certos hábitos quando o assunto é relacionamento. E não é se tratando apenas da paquera, o modo de se fazer novas amizades, aquela foto que você gostaria de modificar, e até um auxílio via celular para se encontrar um táxi, é possível achar com tanta informação tecnológica que anda mexendo com a cabeça de muitos.

E estes tão famosos facilitadores, quando se trata de tecnologia, são os chamados ”apps”. Uma curta abreviação para aplicativos, que se espalhou entre jovens, adultos e até mesmo crianças. Mas é especialmente com as mulheres, que os ”apps” ganharam um enorme espaço, na rotina e na vida pessoal.

Os aplicativos para mulheres são inúmeros: revistas, editores de fotos e vídeos, aplicativos de moda, maquiagem, cabelo, dieta, e até aplicativo que ajudam a calcular o ciclo menstrual já existem para facilitar o dia a dia do sexo feminino.

Para a estudante do curso de Direito, Paula Cristina de 23 anos, os aplicativos ajudam não só nas tarefas, mas também na diversão. Paula diz usar bastante o Whatsapp, para conversar com os amigos e família, e para a discussão de trabalhos acadêmicos, devido a facilidade que o aplicativo tem em relação a criação de grupos. A estudante diz usar também, redes sociais como o Facebook e o Instagram, que já virou febre entre os jovens, e os ”apps” para montagens de fotos, como InstaFrame. Paula utiliza muito aplicativos de notícias para se atualizar. Veja, Globo News e Band News são os mais acessados por ela. ”Hoje, com um clique, você fica por dentro de tudo que acontece no mundo, e vejo isso com um ponto positivo. A tecnologia veio para acrescentar. Outro fator muito interessante é o investimento que existe em relação a vaidade feminina. Acho incrível, e sempre procuro estar por dentro das novidades.” Explica Paula.

1925349_825725110788051_797565154_n(Foto: Arquivo Pessoal)

O universo masculino também se rendeu a febre dos aplicativos, e o número de adeptos aumenta cada vez mais. Mesmo os homens, que viveram décadas anteriores ativamente, já aderiram as facilidades que o mundo tecnológico traz hoje em dia.

Os homens utilizam a todo momento, os aplicativos que mais estão em alta.

Sejam eles, para editar fotos, vídeos, ou qualquer um referente a relacionamento, ou até algo bem direcionado, como um aplicativo que ensina os vários estilos para nós de gravata que já estão na rede.

Existem aqueles que já viraram clichê entre as rodas de conversa, e existem outros que vieram não só para surpreender, mas modernizar a vida masculina.

Segundo o Oficial de Justiça, Fabrício Pena, de 24 anos, os aplicativos são ótimos facilitadores para o dia a dia. ”Com o celular na mão é possível você visualizar sua conta bancária, saber tudo sobre os esportes, e ainda ficar por dentro de tudo que acontece nas redes sociais.” Fabrício também conta que adora as novidades referente aos ”apps”. ”Sempre fico atento as novidades, leio muito sobre o assunto, e quando me interesso vou logo baixando o aplicativo para testar. O mais recente app que adquiri foi o ”Onde Parei?”, que serve para você visualizar aonde parou o veículo, caso esteja em algum estacionamento lotado. Achei muito interessante e prático.” Fabrício diz também utilizar outros como: Tinder, Facebook, Whatsapp, Discovery e UOL. ”Gosto de ter variedades no meu celular, não me restrinjo apenas a aplicativos de um segmento. Quero estar sempre por dentro de tudo que está acontecendo.” Afirma Fabrício

images (1)
(Foto: Internet)

 

Camila Medeiros

Selfie, a febre das redes sociais

É muito comum você entrar nas redes sociais e se deparar com centenas de hashtags, o famoso jogo da velha. Mas a palavra do momento é #selfie, que teve origem do termo selfie-portrait photograp, que significa autorretrato, uma foto tirada de si mesmo que é compartilhada na internet.

Em 2013, os responsáveis pelos dicionários da Oxford escolheram selfie como a palavra do ano, e em 2014 isso não muda muito. Um dos motivos para esta escolha foi o fato de o uso desta palavra ter crescido 17.000%.

A foto pode ser tirada de um celular que possui uma câmera incorporada, de webcam ou de câmera digital. Pode também ser tirada com apenas uma pessoa ou um grupo de amigos, mas o objetivo sempre é o mesmo, compartilhar nas redes sociais. A prática de tirar selfies ganhou popularidade entre anônimos e famosos, como o presidente do Estados Unidos, Barack Obama e o Papa Francisco.

Para a estudante de Artes e Design Marília Geronimo, aderir a “moda do selfie” pode ser uma forma de expressar um jeito de ser ou simplesmente querer aparecer nas redes sociais, ganhando visibilidade. “Tudo isso através da arte de fotografar, de maneira simples e econômica, sem precisar do auxílio de outra pessoa”.

unnamed5(Foto: Marilia Geronimo – Arquivo Pessoal)

Marília ainda acrescenta que posta autorretratos com frequência nas redes sociais e usa o auxílio de aplicativos para aperfeiçoar as imagens. “Sempre pergunto os meus colegas sobre aplicativos novos, busco estar atualizada para ter uma boa qualidade nas minhas fotos.”

A fotógrafa e estudante de Publicidade e Propaganda Luíza Henriques também costuma tirar autorretratos, “tiro muitos, mas a maioria não posto. Não acho legal um instagram só de selfies, geralmente mostro meu look, comidas e bebidas”.

unnamed4(Foto: Luíza Henriques – Arquivo Pessoal)

Luíza ainda dá algumas dicas para sair bem na foto, “com o tempo você descobre qual é seu melhor lado, sempre tem um que vai gostar mais, use e abuse dele, e para obter um ângulo melhor, levante um pouquinho o celular”.

 

Jéssica Almeida

Juiz de Fora recebe artista plástico com proposta nova

A escultura em vidro e granito é usada cada dia mais por decoradores e arquitetos. Na última semana de maio o artista plástico Joel Pratti expôs suas obras no salão do Premier Parc Hotel em Juiz de Fora. O evento recebeu a visita de investidores do ramo da decoração e da construção da cidade.

unnamed2(Foto: Marcela Alves)

O artista formou-se em artes na cidade de São Paulo-SP e atualmente reside em Manhuaçu-MG. Além dos trabalhos em vidros temperados e granitos ele também faz caricaturas, pinturas e desenhos a grafite. Em conversa com o artista ele afirmou que seu trabalho tem mais a ver com a leveza que ele coloca em suas mãos do que com os instrumentos usados.

 “Trabalho com um aparelho semelhante ao aparelho do dentista, e vou trocando as brocas de acordo com a finalidade do desenho, mais fundo, mais superficial. Porém o que define realmente o trabalho é a leveza das minhas mãos, porque precisa estar firme, mas também é necessário que eu tenha delicadeza”, afirmou.

O artista disse ainda que seu maior alvo é o mercado funerário, com a arte em túmulos porém, os investidores de Juiz de Fora-MG estão promissores a voltar a arte para o lado decorativo.

unnamed(Foto: Marcela Alves)

 

Marcela Alves

Festa Country promete agitar Juiz de Fora

Considerado um dos maiores eventos da região, a Festa Country 2014 promete agitar a cidade de Juiz de Fora no final deste mês. São três noites de festa, com grandes atrações como o cantor Thiaguinho, a dupla Jorge e Mateus e a banda Capital Inicial, além das atrações locais. Com o tema “Todo mundo na maior”, a 17ª edição do evento vai acontecer nos dias 22, 23 e 24 de maio, no Parque de Exposições de Juiz de Fora, como nas edições anteriores.

De acordo com a funcionária da Produtora Front Produções, Caroline Braga, este ano a edição conta com uma estrutura diferenciada, uma delas foi a foi a transição do nome da Rádio Energia para Rádio Alô FM. Como de costume, terá um segundo palco que consequentemente irá se chamar Palco Alô, onde serão realizados os shows de artistas locais, além do camarote da Cidade. “Além dessas grandes atrações, será enfatizado também essa ‘nova era’ para a rádio”, acrescenta Caroline.

Sobre a segurança, Caroline  Braga afirma que haverá uma equipe responsável pelos artistas da festa, o que incluirá segurança no transporte e nos demais momentos durante a estadia dos mesmos na cidade. Também contará com a colaboração de seguranças de uma empresa terceirizada para garantir a segurança do público, além da Polícia Militar, que sempre colabora para a segurança dos participantes.

festa jf

(Foto: Zine Cultural)

A Festa Country se destaca por ser uma festa reconhecida por cidades vizinhas, com isso atrai gente de vários cantos de Minas Gerais, e até outros estados.

Participantes de fora

O estudante de Engenharia Civil, Matheus Brum é morador de Ubá e nunca esteve presente nas edições anteriores do evento, mas disse que pretende participar da 17ª edição. “Apesar de não gostar muito de todos os estilos musicais que irão se apresentar, estou aguardando ansioso o show da banda Capital Inicial, que é uma das minhas bandas nacionais preferidas na atualidade”.

A respeito da segurança do evento, Matheus diz temer algum tipo de briga. “Quando se trata de uma festa desse porte, por mais reforçada que seja a segurança do público, sempre temos um pouco de receio com tudo que acontece, infelizmente não podemos confiar em tudo”.

A estudante de Estética, Raissa Inocêncio, mora no Rio de Janeiro e também pretende participar desta edição da Festa Country, assim como Matheus, ela nunca esteve presente nas edições anteriores. Para ela, o show mais esperado é o da dupla Jorge e Mateus. “Espero que seja muito bom, estou aguardando ansiosa para assistir o show da dupla, são músicas que eu gosto muito, e como vai ser a primeira vez que eu vou ao show deles, quero que seja inesquecível”.

 

Jéssica Almeida

Produzir cerveja deixou de ser um hobby e virou profissão

As cervejas artesanais viraram moda nos últimos anos por serem diferenciadas e apresentarem sabores marcantes e acentuados. Na maioria das vezes, elas são feitas com os mesmos ingredientes que as grandes marcas utilizam. Sendo a diferenciação que as deixam “especiais”: o ponto de maturação de certos ingredientes e a própria fermentação.

O Brasil fabrica diversas cervejas artesanais, e em Juiz de Fora já se tornou referência. Vários são os bares que produzem tal produto. Apesar de ter ganhado força há pouco mais de cinco anos, a atividade cervejeira em Juiz de Fora remonta ao século XIX, com a instalação da primeira cervejaria de Minas Gerais no município. Atualmente, a cidade tem cinco cervejarias artesanais registradas e é a segunda de Minas Gerais com o maior número no setor, perdendo apenas para Belo Horizonte. Esse registro contribuiu para a criação de um roteiro das cervejarias, incluindo a elaboração de um guia para divulgar a história da atividade e as empresas aos moradores e turistas.

cerveja escorrendo2 - 2

(Foto: Andressa Costa)

Estima-se que a produção local seja de 350 mil litros por ano, conforme informações do Sebrae-MG. O crescimento do mercado consumidor tem motivado a expansão dos negócios. A produção de Juiz de Fora representa 35% do total da cerveja artesanal feita em Minas Gerais. O estado é destaque na fabricação da bebida e tem visto a demanda aumentar significativamente nos últimos anos. De acordo com a Associação dos Cervejeiros Artesanais do estado (Acerva Mineira), em 2012, as vendas cresceram 20% ante ao ano anterior.

Os fãs da cerveja artesanal não abrem mais mão dela. Como Saulo Rezende Monteiro, barman de 28 anos que experimentou há 2 anos e desde então não parou mais de beber. Disse que gosta das artesanais pela fabricação delas e que o sabor é bem diferente das cervejas comuns existentes no mercado. “Eu gosto de experimentar os diversos sabores, o que me atrai são os ingredientes diversificados”. Segundo Gabriel Borges, 29 anos, funcionário público, as cervejas artesanais “são uma opção às cervejas convencionais. Mais bem cuidadas, com produções restritas, com sabor diferenciado e único para um público que aprecia os ingredientes básicos da cerveja”. Ariane Dutra, advogada, 26 anos, diz que “todas são muito saborosas, mas a que mais aprecio é a Eisenbahn Weizenbock de origem alemã que possui sabor mais forte e coloração mais escura”.

Porém, a venda fora dos estabelecimentos onde as cervejas artesanais são produzidas ainda é escassa. De acordo com Yuri Rezende, estudante, 24 anos, os locais onde freqüenta com os amigos, não oferecem as cervejas artesanais.

Segundo o dono de uma pizzaria da cidade que produz cerveja e chopp artesanal, Hugo Siqueira, a ideia da cerveja surgiu após ter experimentado no Rio de Janeiro e ter gostado muito. “Eu comecei a querer fazer um curso e produzir minha própria cerveja com a finalidade de agregar valor à pizzaria”. “São 11 tipos de cerveja e 5 tipos de chopps, todos artesanais e todos fabricados no próprio estabelecimento. Com a expansão da cervejaria, de 6 mil litros fabricados hoje por mês, teremos uma estrutura para chegar próximo aos 100 mil litros.”

cerveja mr. tugas2 - 4

(Foto: Andressa Costa)

 

Andressa Costa