Comerciante morto em acidente será homenageado

Será feita uma passeata em homenagem ao comerciante Ebert Nogueira Carias, que morreu em um acidente de moto na Avenida Presidente Itamar Franco próximo à Maternidade Therezinha de Jesus, no bairro São Mateus. O acidente ocorreu no sábado, dia 28, antes do jogo da Copa do Mundo, entre Brasil e Chile. O comerciante de 33 anos conduzia uma moto no sentido Centro/Cascatinha, e tentou desviar de uma caminhonete branca que mudava de pista. Ao tentar não bater no veículo, o motociclista colidiu contra um poste. Equipes médicas presentes no local constataram o óbito.

Pelas redes sociais, os motociclistas estão combinando a passeata que está marcada para sábado, dia 05 ao meio dia no local do acidente. A Avenida Presidente Itamar Franco será interrompida por alguns minutos.

Fabíola Rodrigues, farmacêutica, diz que é muito triste a violência no trânsito. “As autoridades devem tomar alguma providência para aumentar a fiscalização e evitar acidentes, principalmente em dias de jogos que as pessoas ficam mais exaltadas”, afirmou. O estudante David Junior concorda: “o fluxo de carros e motos cresceu bastante na cidade, o cuidado deve ser redobrado e a fiscalização maior”. Afirma ainda que “a passeata deve ser mesmo realizada, pois acidentes assim, infelizmente vemos quase todos os dias”.

acidente itamar franco(Fonte: JF da Depressão)

 

Andressa Costa

Inverno com clima de outono

O inverno que começou a pouco mais de um mês, vem causando um estranhamento em muitas pessoas. As temperaturas que estão variando entre 17 a 23 graus, não são muito comuns durante os meses de julho.

De acordo com 5º Distrito do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), uma frente fria atua sobre a região, e mesmo assim, a temperatura permanece como está.

Não é muito comum nesta época do ano os termômetros estarem tão em alta. O que é para muitos, um incômodo, devido o inverno, ser a estação mais esperada. Mas é claro que existem aqueles que aversos ao frio, e estão adorando o clima da cidade.

O estudante de medicina, Manoel Sette, diz estar gostando bastante do clima. ” Estudo na UFJF, e lá enfrentar o frio não é moleza.” O campus que fica na cidade alta, é conhecido por suas baixas temperaturas no inverno, mas nesta segunda, o termômetro instalado no campus, registrou máxima de 23,3 graus, um dos maiores índices desta estação.

Já o funcionário público Hélio Martins, diz estar frustado com o calor que anda fazendo. ”Vim a Juiz de Fora a passeio esta semana, para fugir um pouco do calor da minha cidade natal. Cheguei aqui e senti que o clima não está muito diferente de lá. No ano passado, o clima aqui na cidade, nesta mesma época estava ótimo, mas este ano está sendo bem diferente.”

3210833871Foto: Tribuna de Minas

 

termometro1Foto: caixilharia.blogspot

 

 

Camila Medeiros

Orkut vai sair do ar em setembro

A primeira rede social do Google, criada há dez anos vai sair do ar em 30 de setembro de 2014. De acordo com a empresa, o Orkut, que fez sucesso principalmente no Brasil, vai funcionar normalmente até setembro, a partir desta data, os usuários não poderão mais acessar o endereço (www.orkut.com.br).

A usuária ativa Valéria Vaz, disse que ficou um pouco chateada com o anúncio, “não tinha visto, por não usar muito o facebook, meu namorado que veio me contar, ele também usa o Orkut e ficou mais chateado que eu. Eu já sabia que uma hora ou outra isso ia acontecer, então já estava “conformada”, o Google tem dessas de tirar a diversão da gente”.

Valéria afirma não gostar muito do facebook, e disse que mesmo sem o Orkut, não vai migrar para a rede social que hoje está em alta, “eu procuro não me apegar tanto às novas redes sociais”. Ela ainda faz um apelo, “queria pedir encarecidamente através do seu trabalho, que o “tio” Google não tire o Orkut do ar”.

new-orkut-loginFoto: Google Discovery

O estudante de Engenharia da Computação, Luis Henrique de Souza, que também faz uso da rede social diz que a maioria das pessoas ainda acessam por causa das comunidades, ”acredito que assim como eu, as pessoas visitam o Orkut por causa das comunidades, que como fórum é melhor que muitas plataformas específicas para isso”. Para Luis Henrique, as principais comunidades visitadas são as de times de futebol, que têm muitos membros ativos.

De acordo com o Google, os usuários que quiserem salvar suas fotos e outras informações têm atésetembro de 2016 para recuperar os dados por meio do Google Takeout, serviço oferecido pela empresa, após esta data, todos os dados de usuários serão apagados.

Segundo o diretor de engenharia do Google, Paulo Golgher, um arquivo com todas as comunidades públicas do Orkut, um dos principais recursos da rede social, será criado em 30 de setembro de 2014 para imortalizar a área de discussões do serviço. No entanto, novos tópicos ou mensagens não poderão ser criados. Os usuários que não quiserem que alguma postagem seja arquivada deverão excluí-la até 30 de setembro de 2014. Outra opção é apagar todas de uma só vez ao remover o Orkut da conta do Google. A partir desta segunda, o site não aceitará novos cadastros.

Jéssica Almeida

Grifes voltam a apostar em logos

O que era totalmente cool nos anos 90, volta a ganhar espaço no mundo da moda: as logomarcas de grifes famosas.

Houve- se um tempo, em que passear com uma camisa estampada com as iniciais da Chanel, Gucci, ou Fendi, era considerado um item fashion. Tudo isso acabou se tornando cafona entre as marcas, pouco anos depois.

Mas agora, a moda voltou. As grifes mais requisitadas, voltaram a apostar em logomarcas, e o resultado é positivo.

E a febre de andar com roupas e acessórios com inciais, acabou se consolidando ainda mais quando as famosas celebridades aparecem usando.

A grife Moschino, foi irreverente em uma das últimas coleções, trazendo roupas divertidas com a logo de uma famosa rede de fast-food, e acabou caindo no gosto feminino. Outro item que é sucesso, são os moletons da grife Kenzo.

O mundo da moda, muitas vezes se resume em resgatar o que foi hit nas passarelas, trazendo como vintage, e é claro, com um ”quê” a mais de criatividade.

ThassiaNaves_porRhaiffeOrtiz-62Foto: Blog da Thássia

tumblr_mab3r3TZgE1r8o3vyo1_1280

Foto: Site  Helena Bordon

logos01

Foto: Site Vogue

Camila Medeiros

Liberado acesso entre os bairros Estrela Sul e Santa Cecília

A nova rua que liga o bairro Santa Cecília ao Estrela Sul já está liberada para o tráfego, embora o local já estivesse sendo usado por moradores da região de maneira irregular.

Mesmo já estando em funcionamento, o local ainda precisa de serviços de acabamentos, como construção de meio-fio e calçadas, além da pintura de sinalização horizontal, visto que a rua opera em mão dupla.

De acordo com a Empresa Municipal de Pavimentação e Urbanização (Empav), responsável pela obra, à previsão é que os trabalhos sejam finalizados no mês de julho, o valor total da obra gira em torno de R$35 mil.

1525107304Foto: Tribuna de Minas

Para o morador do bairro Santa Cecília e estudante de uma faculdade do bairro Estrela Sul Caio Paiva, a nova rua vai facilitar muito o acesso dos morados aos bairros próximos, “vai ficar mais fácil ir para o Cascatinha, São Pedro, UFJF, ao Independência Shopping, e a super mercados”.

A região do bairro Santa Cecília hoje tem aproximadamente 12 mil moradores e está localizada próxima aos bairros São Mateus, Alto dos Passos e Estrela Sul.

Jéssica Almeida

A Colômbia vem aí.

O jogo apertado entre Brasil e Chile, rendeu comentários em relação ao desenvolvimento dentro de campo, tanto dos jogadores brasileiros, quanto dos nossos adversários. Mas o sufoco passou, e estamos classificados para as quartas de final da Copa.

Para o estudante Caio Paiva, os primeiros vinte minutos foram ótimos, mas o restante do jogo não foi bom. Caio ainda cita Hulk, como destaque no campo, devido sua parte física, e diz não ter ficado impressionado com Fred e Neymar. ” Temos que esperar o próximo jogo e torcer.”

Agora é enfrentar a Colômbia, que está com tudo neste mundial, mostrando muita determinação. É claro que o Brasil, para nós torcedores e patriarcas, se destaca muito mais do que qualquer outro time. Devemos apostar que vamos vencer o próximo jogo, e ir adiante, conquistando nosso lugar nas semi-finais.

juliocesar
Foto: Site Idgnow

Camila Medeiros

Mãe cria bazar virtual para vender roupas de bebê

A estudante de Publicidade e Propaganda Marcela de Oliveira Rosa, mãe do pequeno Manoel, de apenas oito meses, teve a ideia de vender roupinhas e sapatinhos que não servem mais, e o Manolo’s Bazar está fazendo sucesso.

10441201_822077511138739_5877543840594617989_nFoto: Arquivo Pessoal

“A ideia surgiu a partir do momento em que eu e o Igor (pai de Manoel), nos demos conta que criança perder roupa muito rápido significa duas coisas: as roupas perdidas ainda são “novas” e a gente vai ter que comprar outras roupas. A partir daí, a gente chegou na ideia de um bazar justamente para transformar esse “prejuízo” em economia”.

10390485_822209841125506_6533546457977219624_nFoto: Arquivo Pessoal

Marcela diz que tem vendido bastante, e que ficou até surpresa com a velocidade em que vendeu os sapatos. “Em menos de duas horas eu já tinha vendido todos e já tinha mais gente pedindo para eu avisar quando eu tivesse mais produtos. As roupas também já consegui vender bastante, mas nada comprado aos sapatos. Acredito que seja porque a maior parte das roupas que eu tenho são tamanho RN – que é um tamanho que as mamães costumam quase não comprar”.

10492256_822209654458858_8283675625103259475_nFoto: Arquivo Pessoal

Além das roupas e sapatos, a mãe de Manoel incluiu no bazar acessórios como: chapéu, boné e touca, “são itens bacanas, principalmente para bebês, as mamães ficam doidas. As meias eu mando junto de brinde para quem compra alguma coisa”.

10444364_822209647792192_3908807619147720680_nFoto: Arquivo Pessoal

Assim como quase todas as mães, a estudante também é apegada em algumas peças, “eu sou muito apegada a essas coisas, sério. Tenho uma caixa enorme de recordação do Manoel com várias coisas que tem significado pra mim, pro Igor e pra ele. Porém há uma diferença em recordar e entulhar, não é? Eu guardei a primeira roupa que ele usou na vida, a roupa do batizado, dois sapatinhos (um que eu comprei e um que o Igor comprou quando descobrimos a gravidez) e uma meia que, apesar de ter ficado enorme no pé dele, não é 1/4 da minha mão. Guardei pra lembrar que um dia ele já foi pequeno. As outras roupas, acessórios e tudo mais eu tenho fotos de tudo”.

10492505_822209854458838_7060916641637263694_nFoto: Arquivo Pessoal

Marcela diz que pretende continuar vendendo, “pretendo continuar sim, mas apenas enquanto ele está nessa fase de perder as roupas ainda novas. Quando a criança está maior, demora mais a perder e acaba com roupa e fica difícil vender”.

Jéssica Almeida.

Lojas aproveitam as Festas juninas e julinas para venderem doces e caldos

Os meses de junho e julho são a época das Festas Caipiras, e a lojas que vendem comidas típicas como padarias e confeitarias aproveitam para lucrar com os quitutes. Nas vitrinas as tortas e pães cedem espaço à cocada, ao pé de moleque, à canjica, ao arroz doce e ao amendoim. Alguns estabelecimentos aproveitam a época das festas e o frio para servirem aos clientes comidas típicas e caldos.

Segundo a vendedora Rosa Marilda, que trabalha em uma loja no Mercado Municipal, a procura de alimentos especializados aumenta nessa época do ano. “Os campeões das vendas aqui na loja são o amendoim torrado e a canjica doce, que têm maior saída”,comenta.

Em uma padaria no bairro Santa Terezinha, é oferecido aos clientes comidas típicas e caldos. “Todo ano fazemos a festa junina da padaria e os clientes adoram, tem cocada, pé de moleque, milho e canjica, trabalho aqui há 3 anos e é sempre um sucesso. Devido a Copa o arraiá  vai ser depois, mas os caldos e doces já estão à venda para os nossos clientes”, comentou a funcionária Shirley Marconato. Ainda de acordo com Shirley, com à venda dos produtos a padaria tem um lucro de 15% .comidas típicas

Para a estudante Raphaela Araújo é uma ótima opção ter os as comidas típicas nas lojas.” Nem sempre sabemos fazer os doces, assim economizamos tempo e podemos saborear esses quitutes que são irresistíveis”,disse.

Nathália Aguiar.

A primeira Copa deles

A primeira edição da Copa do Mundo de Futebol aconteceu em 1930, sediada no Uruguai, a competição ocorreu entre 13 e 30 de julho, envolvendo 13 seleções. A primeira edição da Copa sediada pelo Brasil foi em 1950, a quarta edição da Copa do Mundo, os jogos aconteceram entre de 24 de junho a 16 de julho. Agora, o Brasil está novamente sendo sede do mundial, completando a 20° edição da Copa do Mundo FIFA.

Poder participar de um evento como este é um privilégio, e a primeira copa de uma pessoa deve ser marcada por muita comemoração, afirma Mariana Neder, mãe do pequeno Bernardo, de apenas um ano.

1965061_541161972657200_6302472722131994260_nFoto: Arquivo Pessoal

Para a mãe de Gabriel, de um ano e dois meses, Gabriela Cardoso a primeira copa deve ser lembrada só se o Brasil for campeão, “imagina que decepção ficar falando que na primeira copa dele o Brasil foi eliminado”.

10438624_276447939209330_1220002024029505130_nFoto: Arquivo Pessoal

Arianne Caputo, mãe de Miguel de um ano e dez meses, diz que a primeira copa dele está sendo uma grande festa, “ele grita gol toda hora e assiste ao jogo todo falando: nossa, nossa”. Em dias de jogo do Brasil, Miguel usa até sapatinho verde e amarelo.

A mãe de Miguel ainda ressalta a importância da criança crescer torcendo para seu país, “eu incentivo muito, porque acho saudável a criança crescer gritando pelo seu país em um evento esportivo mundial, ainda mais em pleno caos político”.

10462614_665730693506776_5835611674876137067_nFoto: Arquivo Pessoal

O desejo de todos é que o Brasil seja o campeão do mundial pela sexta vez, para que a festa seja completa.

Jéssica Almeida.

Jogos da Copa não serão exibidos em telões

Os próximos jogos que iriam ser transmitido em telões nos bairros Alto dos Passos e Benfica não serão mais. Mesmo com o sucesso que teve nas três primeiras partidas, o lugar conhecido como Point da Brahma não irá mais transmitir os jogos da seleção brasileira.

De acordo com a assessoria de comunicação da entidade responsável pelo evento, Associação Brasileira de Bares e Restaurantes/Zona da Mata (Abrasel/ZM), a estrutura foi montada para que os torcedores pudessem acompanhar as partidas, e no último jogo o evento reuniu aproximadamente dez mil pessoas.

1407994411Foto: Tribuna de Minas

A medida foi tomada devido ao grande movimento no local, segundo o diretor-executivo da Abrasel, Marcos Henrique Miranda, em entrevista ao portal acessa.com, a grande adesão ao público fez com que os organizadores repensassem sobre as condições de estrutura. “Nós fizemos este acordo para os três primeiros jogos e depois uma avaliação sobre a continuação do evento. Do primeiro ao terceiro jogo, o público dobrou. O patrocinador demonstrou intenção de continuar, mas em respeito aos comerciantes e moradores do bairro Alto dos Passos, optamos por parar, já que não daria para controlar todo esse público”.

Outro fato que influenciou na decisão de não dar seqüência aos jogos, foi o registro de alguns casos de violência nesses locais. Segundo Marcos Henrique Miranda, houve ocorrências de brigas nos dois lugares e rixas de gangues rivais em Benfica.

Jéssica Almeida.